Hamilton de Holanda - Bandolinista carioca, mudou-se para Brasília com um ano de idade. Filho do violonista José Américo de Oliveira, começou a tocar bandolim aos seis anos de idade, quando formou com o irmão (o violonista Fernando Cesar) o duo Dois de Ouro. Ainda na infância entrou na Escola de Música de Brasília fazendo curso de violino, uma vez que não havia professor de bandolim e a afinação dos dois instrumentos é a mesma. Em 1995, ganhou o prêmio de melhor intérprete no II Festival de Choro do Estado do Rio de Janeiro, classificando também seu choro "Destroçando a Macaxeira" em segundo lugar. Em 1998, foi a vez de arrebatar o terceiro lugar do Prêmio Visa de MPB Instrumental. Lançou dois discos com o irmão: "Destroçando a Macaxeira" (1997) e "A Nova Cara do Velho Choro" (1998). Já tocou ao lado de Hermeto Pascoal, Zélia Duncan, Marco Pereira, Marcos Ariel, Rosa Passos e outros. Atualmente cursa Composição na Universidade de Brasília e é professor de bandolim da mesma instituição e da Escola de Choro Raphael Rabello. Em 2000, foi uma das atrações do Free Jazz Festival.

Richard Galliano - é um virtuoso acordeonista, cedo reconhecido como jovem prodígio aos doze anos e, mal saído do conservatório de Nice, tornando-se acompanhante da vedeta da canção Claude Nougaro. As ocasiões para tocar jazz sucedem-se a partir de 1980 afirmando a sua maestria e conquistando em 1991 o prémio Django Reinhard da Academia Francesa do Jazz. Nunca como em Galliano se pôde desfrutar um tão extraordinário domínio técnico do acordeon e, em consequência, um fraseado, sonoridade e fluidez de tão rara qualidade.