1. Marcha da folia (Raul Morais)
  2. Sete flechas (Antônio José Madureira)
  3. Xincuan (Antônio José Madureira)
  4. Improviso (Antônio José Madureira)
  5. Cocada (Lourival Oliveira)
  6. Martelo agalopado (Ariano Suassuna - Antônio Carlos Nóbrega)
  7. Cantiga (Antônio José Madureira)
  8. Algodão (Luiz Gonzaga - Humberto Teixeira)
  9. Zabumba lanceada (Fernando Torres Barbosa)

Letra de Martelo Agalopado (Ariano Suassuna, Antonio Nóbrega)

O galope sem freio dos cavalos,
os punhais reluzentes do cangaço,
a prata dos bordões no seu transpaço,
o pipocar dos rifres e seus estralos.
O sino com seus toques de badalo
nas onças com seus olhos amarelo.
O lajedo que é trono que é castelo
ressonar no mundo essa onça parda
o vento, o sangue, o sol a madrugada,
e o tinindo do galope do martelo.

Na prisão dessas pedras fui atado
nos olhos garços numa cega fera.
O sangue da pobreza uma pantera
que estraçalha meu povo injustiçado.
Onde reina a justiça do sonhado
senhores do baraço e do cutelo.
Ela vem e eu ao fogo do flagelo
mesmo em dura prisão assim metido,
na cadeia dos anos vou detido
retinindo o galope do martelo.

E as abelhas o mel acre dourado,
e o angico tambor a baraúna,
o concriz auri-rubro a caraúna,
os cardeiros de fruto estrelado.
Chora vida meu sangue assassinado,
grito ao mundo na pedra me cinzelo,
e o tempo, tudo eu queimo e esfarelo.
Quanto a mim aos acoite da viróla
vou nas cordas de prata da viola
retinindo o galope do martelo.

  1. Baraço Laço de forca; corda com que se enforcavam os condenados. * Senhor de baraço e cutelo, o que exercia poder de vida e de morte sobre seus vassalos, na época feudal.
  2. Angico é a designação comum a várias árvores tipicamente brasileiras.
  3. Concriz (Icterus icterus ) Passaro que possui canto muito agradável e canto melodioso, enchendo a paisagem árida do sertão com verdadeira música da natureza. Vive na caatinga e nas zonas descampadas áridas.
  4. Cardeiros é uma espécie de cactus.