Este álbum do Trio Madeira Brasil contém a leitura mais bonita de Lôro, de Egberto Gismonti, que conheço. A profusão de Viola Caipira, Bandolim e Violão é muito original.

Mas não é só: a canção ganhou de presente do Trio um vocalize inédito muito melódico e lírico.

O resto do álbum é também muito bom com interpretações de clássicos de Edu Lobo (Corrupião), Pinxinguinha (Um a Zero) e Jacob do Bandolim (Santa Morena).

Assisti o Trio Madeira Brasil em 1997 de surpresa no Centro Cultural do Banco do Brasil no centro do Rio de Janeiro, numa noite livre de uma viagem de trabalho. Na entrada do Centro havia uma loja de discos sensacional onde conheci os maravilhosos Zé da Velha e Silvério Pontes em seu álbum de estréia, o Só Gafieira. Foi um dia memorável para o meu “Eu Musical”.