As Cilibrinas do Éden foi o nome escolhido para um efêmero conjunto musical formado por Lúcia Turnbull e Rita Lee, quando esta última deixou Os Mutantes.

Em 1972, Rita Lee, após lançar o LP “Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida”, o último com a participação dos Mutantes, desfez o casamento com Arnaldo Baptista, deixou a banda e seguiu carreira solo.

Em 1973, uniu-se a Lúcia Turnbull e formou As Cilibrinas do Éden, grupo que resultaria no Tutti Frutti, banda que a acompanhou no LP “Atrás do porto tem uma cidade”, lançado pela Philips, no ano seguinte.

Este disco não foi lançado, mas tinha canções progressivas e bastante pesadas que remetiam mais aos Mutantes do que ao que Rita Lee alcançou quando lançou o primeiro disco com a banda Tutti-Frutti.