Joyce, você é craque mesmo ! Você para mim é das maiores cantoras de todos os tempos! Danada ! Você faz o que quer dessa sua voz maravilhosa.

Você tem bossa, afinação, improviso, ritmo, musicalidade, feminilidade, coragem, domínio absoluto da bola, você sabe das palavras e dos sons, você conhece o timbre e o sentido a comanda. Tudo com a maior propriedade, com a maior loucura, com a maior economia, com a maior prodigalidade, concisa, precisa. Você é folia controlada! Neste vero momento, tua voz gostosa invade esta oficina e toma de assalto o coração deste velho torneiro. Desta tua garganta jorra este fino mel que não sacia, este ouro, este rio generoso que inunda as comportas deste navio condenado, deste atleta enjaulado, deste trovador desengado, deste pierrot apaixonado.

Você é a luz que banhou a velha garage escuraonde um menino encontrou um velho piano desafinado e sonhou com as cores nos olhos da Joyce.

Você deve ser uma mulher muito carinhosa.

Te espero no chão macio da floresta, na ilha Brasil talvez...

Beijo do Tom.

P.S. Querido Maestro Gilson Peranzzetta, mais uma vez você desacatou! Arrasou! Formidável! Bravíssimo!

P.P.S. Como se não bastasse, Joyce é grande compositora e toca todo aquele violão! Êta mulhézinha danada!

(texto de Tom Jobim, na contracapa do disco)

  1. Corcovado (Tom Jobim)
  2. Wave (Tom Jobim)
  3. O amor em paz (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
  4. Desafinado (Newton Mendonça - Tom Jobim)
  5. Ela é carioca (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
  6. S'Wonderful (Ira Gershwin - George Gershwin) • Meditação (Newton Mendonça - Tom Jobim)
  7. Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
  8. Insensatez (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
  9. Samba de uma nota só (Newton Mendonça - Tom Jobim)
  10. Retrato em branco e preto (Chico Buarque - Tom Jobim)
  11. Chega de saudade (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)
  12. A felicidade (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)