Paco nos deixou em fevereiro de 2014. Seu Flamenco parece ter vindo de outro planeta, é lindo e original. Isso sem falar de suas gravações históricas de compositores espanhóis eruditos como Joaquin Rodrigo e Albéniz. Sua canção Monasterio de Sal, do álbum Entre dos Aguas, é uma das composições mais inspiradas que conheci na vida. Zyryab também é um belíssimo Flamenco-Fusion memorável.